Ultimas Notícias

01/02/2018: NOTA DO SINTET – PLANSAÚDE

Após o governo anunciar ontem, 31/01 que a Unimed Centro-Oeste estaria à frente do Plansaúde por mais 60 dias, em decorrência do atraso e retificação do edital que vai licitar a empresa que operará a parte técnica do plano, o SINTET esclarece:

1- O governo estatizou o Plansaúde. Agora é o Estado que irá credenciar os médicos, clínicas e hospitais. Segundo a SECAD estão todos já credenciados, inclusive de Imperatriz/MA;

2- Ainda segundo a SECAD o governador Marcelo Miranda desistiu de aumentar a alíquota de participação dos servidores prevista para aumentar este ano;

3- O SINTET ao longo de 2017 impetrou inúmeras ações em sede de mandado de segurança e de cobrança judicial dos seus filiados contra o plano e continua a fazê-lo;

4- Em 2017 o SINTET protocolou notícia queixa no Ministério Público Estadual solicitando a intervenção do MP no que consideramos improbridade administrativa do governador em relação ao Plansaúde, bem como em relação ao caso dos consignados, onde em ambos o governo desconta dos servidores e não repassa para os credores. No entanto, até o presente momento, não houve por parte do MP qualquer ação.

5- O problema do Plansaúde está na Justiça desde 2016, quando vem sendo realizado diversos acordos, geralmente não cumprido pelo governo, de pagamento dos seus credores;

Informamos ainda que o SINTET participa da Comissão de Reestruturação do Plansaúde, comissão esta formada pela SECAD, sindicatos da categoria dos servidores, operadores do plano, sindicatos dos estabelecimentos de saúde. O representante do SINTET na Comissão está em busca de informações junto à SECAD, sobretudo questionando o governo sobre o não atendimento aos usuários, sendo que o mesmo afirma que está tudo normal.
Fique atento nos canais de comunicação do SINTET, site, redes sociais, para as informações sobre o Plansaúde (www.sintet.org.br)
Palmas-TO, 01 de Fevereiro de 2018.

A Direção.