Ultimas Notícias

Prefeitura de Araguaçú ignora plano de carreira e ataca direitos da Educação

Diretores do Sintet estiveram em reunião com a secretária municipal de educação, Maria José Ferreira, para discutir sobre a retirada de direitos da Educação. De acordo com dados obtidos em reunião com os profissionais da rede municipal, o prefeito de Araguaçú, Kinca Nunes (PRB) teria ignorado a Lei do Plano de Carreira da Educação Municipal e implementou uma medida que nivelou todo o quadro do magistério. Após a medida, professores com magistério, graduado e pós-graduado passaram a receber somente o Piso Salarial Nacional do Magistério (PSPN) para a jornada de trabalho de 40 horas.

O susto foi percebido na Folha de pagamento de fevereiro, sem qualquer aviso prévio da gestão. A categoria dispõe de um plano de carreira do magistério municipal (aprovado em 1994), que estabelece que o Piso salarial deve ser pago aos professores em início de carreira (Nível 1), Nivel 2 (o piso + 10%) e nível 3 ( nível 2 + 10%). “Enquanto professores/as sonham em reformular o plano de carreira, o gestor vem e simplesmente o ignora, estamos revoltados, pois estudamos, investimos na carreira e o que ganhamos é retrocesso?”, questionou uma professora pós-graduada que não quis ser identifica por medo de retaliações.
Na reunião, que aconteceu na Secretaria Municipal de Educação, não houve acordo e a categoria deliberou em assembleia pós - reunião que vai realizar um ato público na próxima terça-feira, dia 10 de abril, em protesto contra a medida.

Para o Sintet, o decreto não só desvaloriza como também desrespeita os/as trabalhadores/as em educação. “A medida executada pelo prefeito é vergonhosa, inaceitável. Vamos lutar pela garantia do plano de carreira e por valorização”, disse o presidente do Sintet, José Roque Santiago.
Participaram da reunião, a secretária de Educação, Maria José Ferreira, o presidente do Sintet, José Roque, o pres. do Sintet Reg. de Gurupi João Batista, os diretores do Sintet, Fábio Lopes e Joelson Pereira e representantes municipais do/as professores/as.

REDE ESTADUAL:
A diretoria do Sintet visitou ainda a Escola Estadual José Tavares Martins, onde fez esclarecimentos da pauta de reivindicações aos trabalhadores/as.

ERRATA: O prefeito Kinca Nunes não participou da reunião como havíamos publicado na edição anterior.