Ultimas Notícias

Em resposta ao Sintet, Seduc diz que manifesta preocupação em relação à segurança sanitária



Em resposta ao ofício que o Sintet enviou à Seduc cobrando medidas a fim de garantir a segurança sanitária dos profissionais da educação, a secretaria respondeu que manifesta preocupação com o assunto e que está cumprindo todas as medidas de proteção, conforme estabelecido pelos Decretos e orientações da Organização Mundial de Saúde – OMS.

Sobre a volta dos profissionais da educação que estariam sendo convocados para que retornassem aos locais de trabalho, mesmo com a prorrogação da suspensão das aulas na rede estadual, a Seduc informou que:

*Nas unidades escolares e nas sedes dos órgãos da administração pública, os servidores que não pertencem ao grupo de risco deverão cumprir turnos de trabalho em regime de escala, no período de 6 horas;

*Que os servidores nomeados para as funções de liderança são convocados para reuniões quando necessário ao atendimento de demandas; que estes estão realizando suas atividades em home oficce ou em escalas de 6 horas;

*Em relação aos professores, nenhuma unidade escolar está autorizada a convoca-los para realizar atividades in-loco;

*Quanto aos servidores que residem no Maranhão, é de autonomia da chefia imediata o acompanhamento das atividades remotas;

*Que a entrega dos kits de alimentação aos estudantes é orientada e acompanhada pela Seduc.

“A favor da vida, o Sintet está vigilante quanto o respeito aos direitos dos trabalhadores da educação. Nenhum direito e nenhuma vida a menos”, disse o presidente do Sintet, José Roque Santiago.