Sintet denuncia descaso da gestão com escolas de tempo integral em Miracema

09/02/2024 09/02/2024 08:20 211 visualizações

 

As escolas estão funcionando sem estrutura e com condições precárias; falta recursos didáticos e pedagógicos.

 

O presidente do Sintet Regional de Miracema, Iata Anderson, realizou uma visita na quinta-feira (8/2) na Escola EMEF - Francisco Martins Noleto, em Miracema do Tocantins, onde conversou com os profissionais da educação lotados na escola que está funcionando em horário integral.

 

Segundo o sindicalista, as turmas estão funcionando em condições precárias, desde a estrutura do espaço até a falta de condições de trabalho para os profissionais. As turmas das series iniciais PRE-1 e PRE- 2 estão com 20 crianças em espaço improvisado, usando o antigo posto de saúde do Setor Universitário, onde funcionou o local de exames de diagnóstico do SARS COVID-19.

 

“Conversamos com as professoras, com algumas mães e conversamos também com a gestora da unidade de ensino. Cobramos para que providências possam ser tomadas para melhorar as condições de trabalho e o acesso e permanência das crianças na escola”, disse Iata Anderson.

 

Ainda segundo o presidente do sindicato, os professores e professoras estão trabalhando em péssimas condições por falta de recursos didáticos e pedagógicos.

 

"O município não está proporcionando as condições necessárias para o funcionamento das escolas de tempo integral, os professores já no início do ano estão adoecidos devido ao descaso. Estaremos encaminhando ofício solicitando imediata solução aos problemas observados", disse Iata Anderson.